A Noiva

 

A Noiva é uma performance que atravessa fronteiras. Se o desamor e a crise politica instaram crises no país a noiva faz do exilio a sua lua de mel. Sua passagem provoca assobios, desejos e frustações. A noiva carrega um estupido buquê. Jogar com o buquê é jogar com os limites impostos pela sociedade. Nessa performance a tensão se dá também ao enfrentar os agentes da imigração, a institucionalidade por excelência, seriam os agentes fiscais dos nossos medos? Passar por eles pode significar o caminho para felicidade, contudo, como dito por Gabo: “Nada se parece tanto al inferno que como un matrimonio feliz”.

clique nas fotos para ampliá-las

Onibus_de_Tatuapé_aeroporto