Kaos - O primeiro dia da criação.

A encenação mostra distintas concepções a respeito da criação do universo, desde as religiões milenares até as teorias científicas da contemporaneidade, perpassando as crenças de diversas culturas sobre a vida. Dessa maneira, a dramaturgia se articula por colagens de textos de cunho filosófico, mitos africanos e da cultura Maia com releituras de clássicos da literatura europeia, além de poetas, escritores e dramaturgos brasileiros. Kaos celebra a vida mambembe do ser chamado artista, que colabora para criação de outro mundo a partir de suas linguagens, mundo trágico, mágico, verossímil, atemporal, onipresente e poético, que dá sentidos às criações.

clique nas fotos para ampliá-las